top of page

LIMIAR GLICÊMICO: SAIBA O QUE É E COMO IDENTIFICÁ-LO

Atualizado: 12 de mar. de 2021

Texto elaborado por Wasly Santana.


O limiar glicêmico (LG) é um dos métodos utilizados para prescrição de intensidade nos exercícios físicos. Para entende-lo melhor, primeiro precisamos compreender o que é o limiar anaeróbio (LA) e sua função. Para mais clareza, vamos começar explicando sobre algumas mudanças no metabolismo geradas especificamente pelo LA.

O LA, acontece especificamente, quando existe demanda energética suficiente para ativar a via anaeróbia de produção de energia. Mais, o que é via anaeróbia? De maneira geral, nada mais é que um caminho diferente do qual nosso corpo utiliza predominantemente para produzir energia (via aeróbia). Isso acontece para somar no suprimento energético e consequentemente aumentar o desempenho das contrações musculares, marcando um estado de transição de esforço leve para moderada intensidade.

A transição leve para moderada, faz parte de uma engrenagem complexa de reações bioquímicas que acontece em milésimos de segundo. Sendo assim, é possível mensurar exatamente este ponto de transição? Existe um substrato energético principal a ser mensurado? A resposta para ambas as perguntas é sim. A via anaeróbica em sua forma lática, utiliza como substrato energético a glicose (açúcar) e como o próprio nome sugere, o produto final da degradação é o lactato. Acontece que o aumento na demanda desta via faz com que cada vez mais lactado seja produzido e lançado na corrente sanguínea durante o exercício. Por outro lado, faz com que cada vez mais glicose seja consumida pelo músculo.

A figura a seguir mostra como este processo acontece dentro e fora da célula muscular .


Como encontrar o LA?

Como visto acima, podemos utilizar então dois caminhos para encontrar o LA. Uma das maneiras é mensurando o curva de lactato sanguíneo e a outra maneira é mensurando a curva glicêmica ou LG.

O principal racional biológico para esta ideia, é que antes mesmo da formação de lactado, é necessário iniciar a degradação de glicose dentro da fibra muscular. Este processo marca uma queda sequencial de glicose na corrente sanguínea. Rapidamente nosso organismo tem de reagir. Caso contrário, o que seria do tecido nervoso? Ou, o que seria do nosso tecido sanguíneo (hemácias)? Ambos dependem quase que exclusivamente da glicose para sobrevivência. Por este motivo, antes disso as células α-pancreáticas começam a liberar glucagom, hormônio responsável pela iniciação da glicogenólise hepática (quebra do glicogênio em partes menores – glicose) liberando mais glicose na corrente sanguínea. Neste momento será observado um aumento constante da glicose sanguínea formando o LG (figura 2). Os estudos científicos mostram que existe associação entre o LG e o limiar de lactato sanguíneo, ilustrado pela figura 2.



Mas afinal, qual a importância disso para prescrição de um exercício físico? Simples! As alterações necessárias para ganho de força e hipertrofia só acontecem acima do LA. Portanto, exercícios feitos abaixo dele não surte efeito quaisquer na prática clínica ou desportiva.


Como identificar o limiar glicêmico (LG)?

Os testes incrementais, é a forma utilizada para identificar o LG e pode ser feito basicamente de duas maneiras:

  • A primeira, de característica não contínua, para exercícios resistidos, ou seja, exercícios como o leg press ou supino reto. Trata-se de protocolos aos quais demandam séries e repetições. Portanto, é necessário determinar a carga relativa máxima de um musculo ou grupo muscular e através deste, montar estágios intervalados, com mensuração da glicemia ao fim de cada estágio.

· A segunda, de característica contínua, utilizada em exercícios cíclicos, ou seja: bicicleta e corrida, principalmente. Neste caso, faz-se necessário teste de esforço físico máximo, com mensuração da glicemia entre os momentos de transição de intensidade (aumento de resistência ou velocidade).

A tabela abaixo mostra valores de glicemia em um teste, utilizando diferentes exercícios. O limiar glicêmico é obtido especificamente por inspeção visual, no menor valor glicêmico do teste incremental (marcado em azul).



REFERÊNCIAS

Simões HG, Campbell CS, Kushnick MR, et al. Blood glucose threshold and the metabolic responses to incremental exercise tests with and without prior lactic acidosis induction. European Journal of Applied Physiology. 2003 Aug;89(6):603-611. DOI: 10.1007/s00421-003-0851-1.

Oliveira CJ, Baldissera V, Simões GH, Aguiar PA, Azevedo MSP, Poian OFAP, et al. Identificação do limiar de lactato e limiar glicêmico em exercícios resistidos. RevBrasMed Esporte. 2006;12(6): 333-337. https://doi.org/10.1590/S1517-86922006000600007

Gladden L B. Lactate metabolism: a new paradigm for the third millennium. The Journal of physiology 558.1 (2004): 5-30.

182 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page